Image Map

Estado autoriza liberação de R$ 5 milhões para programa de habitação rural na Serra

por Mikka 0

colomboFrancieli Dalpiaz para Agência São Joaquim online

O governador Raimundo Colombo autorizou o repasse de R$ 5 milhões para auxiliar famílias da região serrana, que estão construindo a casa própria no meio rural, por meio do Minha Casa Minha Vida. O programa do governo federal é desenvolvido em parceria com estados, municípios, empresas e entidades sem fins lucrativos. Para Colombo, a ajuda é uma forma de valorizar quem permanece no campo, contribui e fortalece uma das vocações econômicas da Serra. “Eu acredito muito no potencial agrícola daquela região, que vem exatamente do trabalho realizado nessas propriedades rurais. Além de boas estradas e boas condições para produzir, é essencial que as famílias possam investir nas moradias e melhorar a qualidade de vida”, destacou Colombo.

Uma comitiva formada por líderes de entidades rurais da Serra e o presidente da Federação dos Trabalhadores em Agricultura do Estado, FETAESC, participaram de uma reunião com o governador, na tarde desta terça-feira, 25, em Florianópolis. Durante o encontro, foram debatidas as demandas do setor.

De acordo com o presidente da Associação dos Sindicatos dos Trabalhadores Rurais do Planalto Serrano, Carlos Luiz Peron, com relação à habitação rural, há um grande número de famílias contempladas pelo programa que já iniciaram ou que ainda vão construir as casas por meio do Minha Casa Minha Vida. Com o dinheiro, que será repassado pela FETAESC aos sindicatos, será possível atender cerca de 1.350 famílias que já estão com as propriedades em construção. “Cada família tem direito a uma verba de R$ 5 mil para pagar a mão de obra da construção da casa. Com o dinheiro que será liberado pelo governo do Estado vamos poder atender as famílias que estão à espera do recurso em 15 municípios da região”, informou Peron.

Além do apoio ao programa de habitação rural, o governador Raimundo Colombo ressaltou que a região irá receber 33 mil toneladas de calcário para o cuidado do solo e, consequentemente, qualidade da produção agrícola. Colombo ainda atendeu outra reivindicação da comitiva e vai solicitar que a Celesc agilize o processo de implantação da rede elétrica em propriedades do interior que ainda não recebem a energia.

Comente isto!