Image Map

Poucos dias antes da liberação para a colheita 600 kg de pinhão são apreendidos em fiscalização

por Ludvich 4

Apreensão de Pinhão (1)

Por Flavia Mota

Dando continuidade às fiscalizações no sentido de impedir a retirada da semente da araucária,  antes da data permitida por lei 1 de abril, foram apreendidos 640 Kg de pinhão em várias regiões da serra.

 

Em Lebon Regis, na localidade de Rio do Tigre, foram apreendidas 210 pinhas (aproximadamente 250 kg de pinhão), durante a tarde de quarta-feira (26), os quais estavam sendo comercializados em uma borracharia. Uma pessoa foi autuada em flagrante pela guarnição de Caçador, a qual fez a abordagem, e responderá processo criminal e administrativo.

 

Através de denúncia anônima, a guarnição de Lages se deslocou até a localidade Morrinhos, na Coxilha Rica, interior de Lages onde foram apreendidos 390 kg de pinhão ainda nas pinhas, durante a tarde desta quinta-feira (27). Várias buscas foram feitas durante o longo do dia pela propriedade, mas não foi possível localizar os agentes responsáveis pela colheita.

 

Apreensão de Pinhão (2)

Mas da metade do pinhão apreendido ainda não estava maduro.

 

A lei Estadual nº 15.457, de 17 de janeiro de 2011, proíbe a colheita de pinhão antes do dia 1º de abril, sendo proibido ainda, antes desta data, seu transporte e comercialização. A proibição se aplica inclusive ao pinhão destinado para sementeiras, assim como para alimento.

 

Apreensão de Pinhão (3)A Polícia Ambiental vai dar sequencia as fiscalizações ambientais em estabelecimentos comerciais ou residências as quais forem denunciadas quanto ao descumprimento das portarias e os respectivos  proprietários serão autuados.

O pinhão apreendido no interior de Lages foi doado à instituição Irmandade Nossa Senhora das Graças.

Comments (4)

  1. Quanto chororô….. coitadisse. Crime ambiental não tem santo.

  2. Isto é uma vergonha, pegaram um pobre coitado que com certeza trabalha de dia para comer de noite, para ganhar uma mixaria com pinhão. Será que o promotor de justiça irá cobrar salários mínimos iguais aqueles que alguns promotores de justiça ganham, acima de R$ 50.000,00 ?

  3. essa politica vagabunda brazileira q so puni quem trabalha esses cara da ambiental sao so ums provalecidos vao cuidar da amazonia essa sim esta sendo destruida

  4. Não tem o q fazerem ;prender uns quilos de pinhões certamente não vão dar conta de comer toda a semente da araucária .Que vergonha ,mais de uma centena de serrarias não conseguiram acabar agora esses pobres coitados ai se arriscando também não conseguirão …..

Comente isto!